Gaddafi acusa Ocidente de abandoná-lo em luta com 'terroristas'

O líder líbio, Muammar Gaddafi, acusou os países ocidentais de abandonarem seu governo na luta contra "terroristas", em uma entrevista à rede de TV norte-americana ABC, nesta segunda-feira.

REUTERS

28 de fevereiro de 2011 | 15h47

"Estou surpreso que tenhamos uma aliança com o Ocidente para combater a Al Qaeda, e agora que estamos lutando contra terroristas, eles nos abandonaram", disse Gaddafi a Christiane Amanpour, da ABC. "Talvez eles queiram ocupar a Líbia".

Gaddafi, que enfrenta uma revolta popular contra seu governo de 41 anos, chamou o presidente dos EUA, Barack Obama, de "bom homem", mas afirmou que ele parecia estar informado de maneira errada sobre a situação na Líbia, informou a ABC News em seu site.

"As declarações que ouvi dele devem ter vindo de outra pessoa", afirmou Gaddafi. "A América (EUA) não é a polícia internacional do mundo", acrescentou.

(Reportagem de Ross Colvin)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAGADDAFIOCIDENTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.