Gaddafi diz que não deixará o poder e morrerá 'como mártir'

O líder líbio, Muammar Gaddafi, afirmou nesta terça-feira que não deixará o país, atingido por uma onda de protestos violentos, e que vai morrer como um "mártir".

REUTERS

22 de fevereiro de 2011 | 13h46

"Eu não vou deixar essa terra. Eu vou morrer aqui como um mártir", disse Gaddafi, que está há mais de quatro décadas no poder, em pronunciamento em rede de TV.

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAGADDAFIFALAFOTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.