Gaddafi diz que saída do complexo em Trípoli foi 'tática'

O líder líbio, Muammar Gaddafi, disse na quarta-feira (horário local) que sua saída do complexo Bab al-Aziziya foi uma "mudança tática" depois que o local foi alvejado por 64 ataques aéreos da Otan.

REUTERS

23 de agosto de 2011 | 20h47

Gaddafi falou em entrevista a uma rádio de Trípoli, que foi noticiada pela TV Al-Orouba, transmitindo em conjunto com a Al-Rai TV. Ele prometeu morrer como mártir ou vencer na batalha contra a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Separadamente, os rebeldes líbios afirmaram que a luta pela capital Trípoli deixou mais de 400 mortos e ao menos 2.000 feridos, segundo a Al-Arabiya TV.

(Reportagem de Ali Abdelatti)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAGADDAFIENTREVISTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.