Gaddafi promete permanecer na Líbia em entrevista à TV sérvia

Muammar Gaddafi prometeu neste domingo permanecer na Líbia e culpou estrangeiros e a Al Qaeda pelas revoltas que ameaçam seu regime de 41 anos, de acordo com a transcrição de uma entrevista concedida por ele à uma emissora de televisão sérvia.

REUTERS

27 de fevereiro de 2011 | 14h30

Na entrevista, que aconteceu no gabinete de Gaddafi em Trípoli, segundo jornalistas da emissora Pink, em Belgrado, o líder da Líbia também condenou o Conselho de Segurança da ONU por impor sanções a ele e iniciar uma guerra com sua investigação de crimes contra a humanidade --o Conselho, segundo Gaddafi, não podia ver que Trípoli está segura.

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAGADDAFIPODER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.