Gates se diz preocupado com piora nas relações entre Israel e Turquia

Secretário de Defesa dos EUA afirma que deterioração pode afetar estabilidade no Oriente Médio

estadão.com.br

09 de junho de 2010 | 11h34

LONDRES - O secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, disse nesta quarta-feira, 9, estar preocupado com a deterioração das relações entre a Turquia e Israel e com as implicações disso para a estabilidade regional do Oriente Médio. O americano também expressou a esperança de que os laços se normalizem logo, segundo informações do jornal israelense Ha'aretz.

 

Veja também:

linkIsrael pode aceitar plano para levantar bloqueio, diz jornal

lista Entenda o bloqueio de Israel a Gaza

 

Segundo Gates, a relutância da Europa em aprimorar os laços com os turcos tem parte da responsabilidade por fazer a Turquia se alinhar com os países árabes.

 

As relações de Israel com a Turquia foram abaladas após o ataque dos militares israelenses a uma frota que levava ajuda humanitária a Gaza pelo Mar Mediterrâneo. A ação deixou nove civis turcos mortos e gerou reações de reprovação da comunidade internacional. Israel diz que agiu em defesa própria, alegando que os seis navios tentavam furar o bloqueio imposto ao território palestino.

 

Na terça-feira, o presidente da Turquia, Abdullah Gul, disse que os 21 países asiáticos que se encontraram em uma cúpula de segurança condenaram o ataque de Israel. Segundo ele, a condenação mostra que os israelenses estão isolados e "sofrerão as consequências por esse erro contra a Turquia".

 

Os turcos lideraram as reações contra a ação militar do Estado judeu, que recusou uma investigação internacional sobre o episódio e afirmou que liderará uma inspeção interna. Desde o ocorrido, Israel tem sido pressionado para levantar o bloqueio à Faixa de Gaza, que mantém desde 2007, quando o partido militante palestino Hamas tomou o controle do território.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.