General da Força Aérea síria é assassinado em Damasco

Assassinato ocorre no final da trégua decretada por ocasião da festa muçulmana do Sacrifício

Efe

30 de outubro de 2012 | 13h43

CAIRO - O general-de-brigada da Força Aérea síria Abdullah al Jaledi foi assassinado nesta segunda-feira, 30, no bairro de Roqn el Din, em Damasco, por supostos grupos terroristas, informou a televisão síria.

Segundo a televisão, os terroristas - como o regime de Damasco denomina os rebeldes - mataram Jaledi dentro de sua campanha de ataques dirigidos contra os "interesses nacionais".

O general de brigada assassinado era um "especialista em sua disciplina", era casado e tinha quatro filhos, acrescentou o canal governamental sírio.

Por sua vez, o Observatório Sírio de Direitos Humanos confirmou a morte de Jaledi no citado bairro de Damasco, onde hoje as forças do regime foram desdobradas.

O assassinato do general aconteceu no final da trégua de quatro dias decretada por ocasião da festa muçulmana do Sacrifício e proposta pelo enviado especial da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Lakhdar Brahimi.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaAbdullah al Jaledi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.