General Odierno assume comando das forças dos EUA no Iraque

O general Ray Odierno assumiu naterça-feira o comando das forças dos EUA no Iraque, com odesafio de manter a melhora na segurança do país sob um cenáriode retirada de contingente. Odierno substitui o general David Petraeus, numa cerimôniacomandada pelo secretário de Defesa, Robert Gates, segundo quemos dois generais formaram um "time incrível" durante o envio de30 mil soldados adicionais para o Iraque, em 2007. O novo comandante --um oficial alto, de cabeça raspada--foi o número 2 dos EUA no Iraque durante 15 meses, atéfevereiro. "Ele sabe que estamos num momento crucial --onde oprogresso permanece frágil e a cautela deve estar na ordem dodia", disse Gates no sofisticado salão de um antigo palácio doex-ditador Saddam Hussein, agora transformado em quartel dosEUA. Odierno reforçou essa mensagem, dizendo que, embora oIraque seja hoje diferente de há dois anos --quando estava àbeira de uma guerra civil--, as melhorias na segurança não sãodefinitivas. Posteriormente, ele disse a jornalistas que é importantegarantir que os grupos militantes não consigam se recuperar. Ele também salientou a importância de eleições provinciaisno Iraque, que deveriam incluir no processo político grupos queboicotaram o último pleito local, em 2005. Essa eleição regional estava prevista para outubro, mas foiadiada devido a disputas entre curdos e árabes a respeito dalei eleitoral. Embora esteja voltada para a reconciliação, a votação podeacirrar disputas entre árabes e curdos, que mantêm disputasterritoriais no norte, e entre facções xiitas que disputam ahegemonia do sul do país, principal região produtora depetróleo do Iraque. REUTERS ES

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.