Governo americano concede ajuda de US$ 80 milhões à ANP

Fundos serão direcionados à reforma de serviços de segurança palestinos e treinamento de policiais

Efe,

02 de agosto de 2007 | 10h13

Os Estados Unidos e a Autoridade Nacional Palestina (ANP) assinaram nesta quinta-feira, 2, um acordo pelo qual o governo americano concederá uma ajuda de US$ 80 milhões para a reforma dos serviços de segurança palestinos e treinamento das forças de segurança.   Veja também  Conferência de Bush não será apenas fotografia, diz Rice   O acordo-marco, segundo um comunicado de imprensa distribuído pelo Consulado dos Estados Unidos em Jerusalém Oriental, foi assinado pelo primeiro-ministro da ANP, Salam Fayyad, e pela secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, depois de uma reunião entre ambos em Ramala.   O comunicado indica que a contribuição "é uma mostra da vontade do presidente (dos EUA) George W. Bush de fortalecer o compromisso financeiro com os palestinos e com o governo liderado pelo presidente Mahmoud Abbas e o primeiro-ministro Salam Fayyad".   "O objetivo é ajudar os palestinos a reformar os serviços de segurança e melhorar a qualidade de vida do povo", afirma.   Além disso, "o acordo formaliza a intenção dos Estados Unidos de auxiliar a ANP para que possa impor a lei e a ordem".   Segundo o comunicado do Consulado, o documento "contém os termos e condições para assegurar que a assistência dos Estados Unidos será utilizada para concretizar os propósitos do acordo, e de uma forma transparente".   O comunicado de imprensa não detalha como serão empregados esses fundos e se o investimento inclui equipamentos e armas, mas indica que parte do dinheiro será destinada ao treinamento de soldados.

Tudo o que sabemos sobre:
ANPBushRice

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.