Governo da Líbia oferece anistia a rebeldes de Misrata

O governo da Líbia afirmou na sexta-feira ter retomado o controle do porto de Misrata e avisou que rebeldes da cidade sitiada enfrentarão maiores massacres a menos que entregassem suas armas em quatro dias para serem, então, perdoados.

REUTERS

29 de abril de 2011 | 20h26

A Líbia está coordenando junto ao governo da Tunísia uma forma de prevenir um desastre na fronteira, disse o porta-voz do governo Mussa Ibrahim a jornalistas. Ele culpou os rebeldes por ultrapassarem a fronteira e exigiu respeito pela soberania do território da tunisiano.

Ibrahim também exigiu que quaisquer forças estrangeiras deixassem o país ou "iremos acabar com elas".

"Lutaremos por Misrata soldado por soldado, jovem homem por jovem homem, jovem mulher por jovem mulher", disse Ibrahim.

(Reportagem de Lin Noueihed)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAMISRATATUNISIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.