Grupo Amigos da Síria insta oposição a ir para negociações na Suíça

Os "Amigos da Síria", uma aliança de países em sua maioria Ocidentais e do Golfo Árabe que se opõe ao presidente sírio Bashar al-Assad, exortou os grupos de oposição neste domingo a comparecerem às negociações de paz deste mês, dizendo que não há alternativa para uma solução política.

Reuters

12 de janeiro de 2014 | 14h30

"Não há outra solução política", disse o ministro francês das Relações Exteriores, Laurent Fabius, representando o grupo. "Não haverá solução política para a Síria a não ser que a 'Genebra 2' se reúna".

Uma reunião endossada internacionalmente trazendo o governo de Assad e os grupos de oposição à mesa deve acontecer a partir de 22 de janeiro na Suíça, nas margens do Lago Genebra.

Em um comunicado final, as 11 nações principais dos Amigos da Síria instaram a Coalizão Nacional Síria a participar das reuniões. O agrupamento de rebeldes apoiados pelo Ocidente está profundamente dividido sobre ir à reunião e anunciará uma decisão no dia 17 de janeiro.

"Exortamos a Coalizão Nacional a responder de modo positivo ao convite enviado pelo Secretário-Geral da ONU para formar a delegação síria de oposição", disse a aliança Amigos em um comunicado conjunto.

"Convidamos eles a formarem, o mais rápido possível, uma delegação de forças de oposição para participar do processo político".

(Por John Irish)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDSIRIAOPOSICAOSUICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.