Grupo de ex-general assume autoria de ataque aéreo a porto na Líbia

Um avião de guerra atacou um porto que não lida com petróleo na cidade de Benghazi, no leste da Líbia, nesta quarta-feira, relataram testemunhas.

REUTERS

24 de setembro de 2014 | 17h14

Forças leais ao ex-general Khalifa Haftar declararam ter realizado o ataque para impedir que um navio atracasse e fornecesse suprimentos a combatentes islâmicos.

“Alertamos o gerente do porto que não permitiremos que navios atraquem para entregar armas ao Majlis al-Shura”, disse Saqer al-Jouroushi, chefe da unidade de defesa aérea de Haftar, referindo-se a um grupo que congrega vários combatentes islâmicos que Haftar vem enfrentando em Benghazi.

(Por Ayman al-Warfalli)

Mais conteúdo sobre:
LIBIAATAQUEPORTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.