Grupo iraquiano libera imagens de refém britânico

Um dos cinco britânicos sequestradosdesde maio no Iraque foi mostrado num vídeo exibido naterça-feira pela TV Al Arabiya, pedindo supostamente alibertação de nove iraquianos em troca da sua próprialiberdade. Os britânicos -- um instrutor de informática e seus quatroguarda-costas -- foram capturados por um grupo xiita dentro doMinistério das Finanças, em Bagdá, numa invasão ocorrida emmaio de 2007. "Meu nome é Peter. Sou mantido aqui há quase oito meses",diz o homem no vídeo, que não tinha data. De acordo com a Al Arabiya, ele pediu ao primeiro-ministrobritânico, Gordon Brown, que liberte nove iraquianos. "Ésimples assim. É uma simples troca de pessoas. É tudo o queeles querem. Só ter sua gente libertada, e nós poderemos irpara casa", afirmou o refém. Em nota divulgada pelo mesmo canal, a auto-intituladaResistência Islâmica Xiita no Iraque disse: "Estamos nosdirigindo a vocês, britânicos, e não ao seu governo porquevocês estão mais interessados do que seu governo e sua rainha[em libertar os cinco reféns]." A nota sugere que todos ou parte dos nove iraquianos estãopresos pelas forças dos EUA, mas não houve uma informaçãoconfirmada sobre a identidade deles. No vídeo não há sinal dearmas ou de militantes. A Grã-Bretanha disse que as imagens perturbam as famíliasdos reféns. "Pedimos àqueles que mantêm o grupo que o liberteimediatamente", disse nota da chancelaria. "Não importa acausa, manter reféns nunca se justifica e nunca leva aprogressos em nenhuma questão." (Reportagem adicional de Paul Majendie em Londres)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.