Grupo radical Estado Islâmico diz ter decapitado jornalista dos EUA

Insurgentes do grupo Estado Islâmico, que controla parte dos territórios de Iraque e Síria, divulgaram um vídeo nesta terça-feira que supostamente mostra a decapitação do jornalista norte-americano James Foley, que havia desaparecido na Síria há quase dois anos.

REUTERS

19 de agosto de 2014 | 18h24

O vídeo, intitulado "Uma mensagem aos Estados Unidos", foi publicado em sites de mídia social. Não foi possível verificar imediatamente.

(Reportagem de Alexander Dziadosz)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEJORNALISTADECAPITADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.