Grupos insurgentes formam conselho político no Iraque

Seis das principais facções sunitas prometem em vídeo libertar o país da ocupação americana

Associated Press e Agência Estado,

11 de outubro de 2007 | 12h10

Seis dos principais grupos insurgentes do Iraque anunciaram a formação de um "conselho político" visando "libertar" o Iraque da ocupação americana num vídeo divulgado nesta quinta-feira, 11, pela rede de televisão árabe Al-Jazira.  Veja também:    Ataque a base dos EUA e explosão matam nove no Iraque    ONU pede investigação do assassinato de civis no Iraque   Ocupação do Iraque  O conselho parece ser uma nova tentativa de organizar e afirmar a liderança de diversos grupos insurgentes sunitas que tentam se distanciar de outra coalizão de facções rebeldes liderada pela Al-Qaeda no Iraque. No vídeo, um homem se apresentando como sendo o porta-voz do conselho - vestindo tradicionais trajes iraquianos e com o rosto coberto - anuncia a formação do conselho e um "programa político para libertar o Iraque". O programa, explicou, é baseado em dois princípios. "Primeiro, a ocupação é uma opressão e uma agressão, rejeitada pela lei islâmica Sharia e a tradição. A resistência à ocupação é um direito garantido em todas as religiões e leis", iniciou. "Segundo, a resistência armada (...) é a representante legítima do Iraque. É a que carrega a responsabilidade de liderar o povo para alcançar suas legítimas esperanças", completou. Entre os grupos integrantes do conselho estão o Exército Islâmico do Iraque, o Exército Mujahedin, Ansar al-Sunna, o Exército Fatiheen, a Frente Islâmica para a Resistência Iraquiana (Jami) e o Movimento Islâmico do Hamas-Iraque.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.