Hamas admite conversar com a Fatah e entregar Gaza

O Hamas disse na quarta-feira queaceitaria se reconciliar com a facção Fatah, do presidenteMahmoud Abbas, e sinalizou que poderia até ceder o controle daFaixa de Gaza, conquistada em junho pelo grupo islâmico. Abbas, que tenta abrir um processo de paz com Israel,descarta o diálogo com o Hamas caso o grupo não se submeta àautoridade central e entregue a Faixa de Gaza. Israel e oOcidente exigem também que o Hamas abandone a violência ereconheça a existência do Estado judeu. "Há um sério movimento na esfera do diálogo palestino, econcordamos em manter um diálogo com a Fatah em uma capitalárabe", disse Ismail Haniyeh, que foi primeiro-ministropalestino até Abbas dissolver o gabinete de unidade nacional. "Nossa administração em Gaza é temporária", acrescentouHaniyeh em um boletim urgente divulgado em um site simpático aoHamas. Segundo ele, as negociações ocorreriam após o Eid AlFitr, feriado islâmico que marca o fim do mês sagrado doramadã, na sexta e sábado desta semana. As sanções internacionais ao Hamas e o bloqueio israelenseagravam a pobreza na Faixa de Gaza e criam uma pressão sobre ogrupo islâmico para encontrar uma solução sem fazer concessõesdoutrinárias. Uma fonte oficial envolvida na mediação Hamas-Fatahconfirmou que haverá uma reunião já na semana que vem,possivelmente no Cairo. Mas Ahmed Abdel-Rahman, assessor de Abbas, negou que areunião esteja marcada e acusou o Hamas de tentar enganar aopinião pública.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.