Hamas amplia ofensiva e ganha terreno na Cidade de GazaNova notícia

Grupo islâmico consolida controle sobre boa parte da faixa costeira palestina

Associated Press,

13 Junho 2007 | 18h05

O grupo islâmico palestino Hamas ampliou sua ofensiva contra posições do partido laico Fatah nesta quarta-feira, 13, ganhando terreno sobre parte significativa da Cidade de Gaza, o principal centro urbano da região.   Combatentes ligados ao Hamas utilizaram foguetes e morteiros para atacar as principais bases das forças de segurança do Fatah e o complexo presidencial, fazendo com que muitos militantes do grupo rival fugissem.   Com os combates se espalhando por praticamente toda a Faixa de Gaza, moradores da região foram obrigados a se manter trancados em casa para evitar o risco das balas perdidas.   Mais cedo nesta quarta-feira, o presidente palestino, Mahmoud Abbas, do Fatah, classificou o conflito como uma "loucura" e pediu que o líder exilado do Hamas, Kahled Mashaal, dê um basta na violência. Membros das forças de segurança ligadas ao Fatah, por sua vez, criticaram o presidente, dizendo que foram abandonados por ele.   No início da noite, Abbas e o primeiro-ministro palestinos e líder do Hamas, Ismail Haniyeh, publicaram uma declaração conjunta pedindo que ambos os lados "dêem um basta na violência e retornem à linguagem do diálogo e do respeito aos acordos".   Essa não é a primeira vez que os dois líderes pedem um fim para os confrontos. Em outras ocasiões, entretanto, os apelos não tiveram efeito.   Inicialmente, o anúncio foi interpretado como um cessar-fogo, e a TV Palestina chegou a anunciar que os dois grupos haviam concordado em suspender os combates. Momentos mais tarde, entretanto, uma rádio ligada ao Hamas informou que os dois líderes estiveram em contato, mas não chegaram a um acordo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.