Hamas apresenta exigências para realização de eleições

Entre os requisitos estão a reconstrução da faixa territorial palestina e o fim do bloqueio israelense

Efe

19 de julho de 2009 | 12h49

O Hamas anunciou neste domingo, 19, os sete requisitos que considera imprescindíveis para a realização de eleições legislativas e presidenciais palestinas em janeiro de 2010.

 

O pleito deverá ocorrer paralelamente a uma eleição no Conselho Nacional Palestino (o Parlamento no exílio da Organização para a Libertação da Palestina, OLP), que tem cerca de 600 membros e não é renovado desde 1985, segundo o porta-voz do Hamas em Gaza, Sami Abu Zuhri.

 

A reconstrução da faixa territorial palestina e o fim do bloqueio israelense a este território são mais duas das condições do Hamas para aceitar a realização de eleições em Gaza, Cisjordânia e Jerusalém Oriental.

 

Os integrantes do movimento islâmico também exigem a libertação dos cerca de 800 membros do Hamas que estão presos na Cisjordânia e criação de um Tribunal Eleitoral e de um novo Comitê Central Eleitoral.

 

Outra exigência é a libertação de todos os parlamentares e ministros do Hamas que estão em prisões israelenses e a garantia de "que os novos parlamentares não serão detidos".

 

O líder da Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP), Mamil Mezher, descartou a possibilidade de adiamento das eleições, previstas para 25 de janeiro do ano que vem.

 

No sábado, o primeiro-ministro palestino, Salam Fayyad, também disse que as eleições gerais "devem acontecer no tempo previsto", já que "são um direito constitucional com o qual não se pode brincar".

Tudo o que sabemos sobre:
HamasPalestinaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.