Hamas diz ter lançado foguetes em poço de gás offshore de Israel

O grupo militante palestino Hamas afirmou ter disparado dois foguetes contra um poço de gás israelense a cerca de 30 quilômetros da costa de Gaza nesta quarta-feira, aparentemente em seu primeiro ataque do gênero.

REUTERS

20 de agosto de 2014 | 11h03

Os militares de Israel disseram que nenhum míssil atingiu alguma plataforma de gás no mar.

O braço armado do Hamas, envolvido em uma guerra de seis semanas com Israel, declarou em seu site ter lançado dois foguetes contra o poço de gás Noa, de propriedade da Nobel Energy  e da Delek .

O poço Noa localiza-se em Yam Tethys, campo de gás quase esgotado a noroeste da Faixa de Gaza. “O gás está bombeando, está tudo normal”, disse um porta-voz da Nobel em um comunicado por email. A Delek não comentou de imediato.

Embora o Noa esteja tecnicamente dentro do alcance dos projéteis do Hamas, as armas não têm precisão e as chances de atingirem uma plataforma relativamente pequena no mar são extremamente baixas.

Por outro lado, as reservas israelenses de gás em alto mar têm atraído grande investimento estrangeiro, e acredita-se que a Marinha proporciona uma proteção robusta à indústria.

Durante conflito recente, estilhaços de um foguete do Hamas caíram perto do Aeroporto Internacional Ben Gurion, em Tel Aviv, levando companhias aéreas dos Estados Unidos e da Europa a suspender voos – um golpe na economia e na reputação de Israel.

Um cessar-fogo entre Israel e os militantes do Hamas, que controlam Gaza, terminou na terça-feira, sem sinal de qualquer acordo de paz duradouro em vista.

(Por Nidal al-Mughrabi, Noah Browning e Steven Scheer)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDHAMASFOGUETEGAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.