Hamas e Fatah estudam proposta egípcia de reconciliação

Facções tentam resolver diferenças e iniciar diálogo palestino; Hamas diz ter aceitado maior parte da proposta

Efe,

14 de outubro de 2008 | 15h45

O movimento nacionalista palestino Fatah e o movimento islâmico Hamas estão estudando uma proposta do Cairo para resolver suas diferenças e iniciar um diálogo nacional que torne possível a reconciliação das facções palestinas. Mahmoud Zahar, um alto funcionário do Hamas na Faixa de Gaza, disse nesta terça-feira, 14, que seu movimento aceitou a maior parte da proposta de reconciliação egípcia, enquanto Riad al-Maliki, ministro da Informação do Fatah, disse que "a Autoridade Nacional Palestina (ANP) está estudando a iniciativa e dará sua resposta." Veja também:Líderes do Hamas e da Fatah querem unidade palestinaHamas liberta 35 membros do rival Fatah em Gaza Após se encontrarem separadamente com delegações de 12 facções nas últimas semanas, as autoridades egípcias elaboraram um plano para colocar fim à instabilidade e divisão política nos territórios palestinos. O texto inclui propostas para a formação de um novo governo, a preparação de eleições, a reforma das forças de segurança e a reconstrução da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), afirmou esta semana o jornal palestino Al Quds. Também prevê a restauração da situação política na Faixa de Gaza anterior à tomada deste território pelo Hamas, em junho de 2007. O diálogo nacional colocará na mesa de negociação representantes do Fatah e do Hamas pela primeira vez desde aquela data. O Egito também pede que os dois grupos acabem imediatamente as contínuas detenções de partidários do partido rival em seus territórios, e pede que os respectivos líderes se reúnam em breve no Cairo.

Tudo o que sabemos sobre:
HamasFatahPalestina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.