Hamas prende 2 suspeitos pela morte de ativista italiano

Vittorio Arrigoni tinha sido sequestrado por um grupo salafistas pró-Jihad

EFE,

16 de abril de 2011 | 12h59

Gaza, 16 abr - O Ministério do Interior do Governo do Hamas na Faixa de Gaza informou neste sábado, 16, que foram detidos dois novos suspeitos pelo assassinato do ativista italiano Vittorio Arrigoni, encontrado morto na madrugada desta sexta-feira após ser sequestrado no dia anterior por um grupo salafistas pró-Jihad.

"As forças de segurança detiveram dois suspeitos que estão sendo interrogados e continuam perseguindo todos os militantes do grupo que realizou o sequestro e assassinato do ativista italiano", indica um comunicado divulgado pelo Ministério do Interior do Hamas.

Tudo o que sabemos sobre:
Vittorio ArrigoniHamasJihad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.