Homem-bomba atinge comboio militar no Afeganistão

Carros trafegavam nas proximidades do Camp Phoenix quando foram surpreendidos por terrorista

Associated Press

14 Novembro 2009 | 02h39

População em volta aos destroços dos carros afetados pelo ataque suicida perto do Camp Phoenix

 

 

Um homem-bomba atingiu um comboio militar que passava perto de instalações dos Estados Unidos na periferia de Cabul.

 

O suicida atacou o comboio do lado de fora do Camp Phoenix, na estrada entre Cabul e Jalalabad, disse o general Sayed Ghafar Sayedzada, o mentor criminal das investigações conjuntas com o departamento de polícia de Cabul.

 

A explosão despedaçou as janelas em algumas estações de gás próximas, mas os danos não pareceram ter causado danos em outras construções da base militar.

 

Um porta-voz taleban, Zabihullah Mujahid, disse que o grupo reivindicou responsabilidade pelo ataque, reportou a Associated Press.

 

A bomba feriu nove membros da serviço da Otan, 10 civis e três afegãos, de acordo com um porta-voz da Otan.

 

Testemunhas afegãs disseram que o terrorista dirigia de encontro ao comboio norte-americano de três Humvees e uma Land Rover; um dos Humvees ficou bastante danificada.

 

Camp Phoenix é usado primordialmente pelas forças dos Estados Unidos envolvidas no treinamento do exército afegão e a polícia nacional.

 

Mais conteúdo sobre:
homem-bomba ataque Afeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.