Homem-bomba mata 12 no norte do Iraque

Atentado suicida fere outras 15 pessoas em cidade curda na região da fronteira com o Irã

Associated Press e Efe,

05 de fevereiro de 2009 | 11h29

Pelo menos 12 pessoas morreram nesta quinta-feira, 5, em um ataque suicida promovido por um homem-bomba numa cidade curda perto da fronteira do Iraque com o Irã, informaram autoridades locais. O atentado ocorre em um momento no qual é grande a tensão na região por causa das eleições regionais do último sábado. Autoridades eleitorais preparam-se para divulgar os primeiros resultados parciais da votação. Policiais e outras autoridades regionais curdas disseram que o homem-bomba promoveu o ataque no interior de um restaurante lotado na cidade de Khanaqin. O coronel Azad Eisa, comandante da polícia local, disse que 15 pessoas ficaram feridas na explosão e que a maior parte das vítimas é de etnia curda. Khanaqin é motivo de tensão entre os curdos do norte do Iraque e o governo central do país, dominado por árabes. Centenas de cidadãos curdos queixaram-se no dia da eleição que seus nomes não constavam da lista de eleitores registrados.  A explosão ocorreu em um restaurante no centro desta localidade, situada 110 quilômetros ao nordeste de Baquba, capital de Diyala, disseram as fontes. O número de feridos poderia aumentar, devido ao grave estado de alguns feridos. As fontes também disseram que a força da explosão causou danos nos edifícios vizinhos.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.