Homem-bomba mata 24 no sudeste do Afeganistão

Três homens-bomba mataram 24 pessoas e feriram centenas em um ataque a uma empresa de construções no tumultuado sudeste do Afeganistão, disseram autoridades do governo nesta segunda-feira, e o Taliban reivindicou a autoria do atentado.

ELYAS WAHDAT, REUTERS

28 de março de 2011 | 10h34

A violência no Afeganistão se acentou no ano passado, com militantes do Taliban intensificando sua luta contra o governo afegão e seus apoiadores ocidentais enquanto Cabul se prepara para assumir a responsabilidade pela segurança gradualmente das forças estrangeiras.

Os agressores abriram caminho à força no complexo da empresa, no distrito de Bermel na volátil província de Pajtika, na noite de domingo, após matar um segurança. Em seguida detonaram um caminhão repleto de explosivos, relatou o Ministério do Interior.

Um comunicado do escritório do governador de Paktika disse que 24 pessoas foram mortas e outras 53 ficaram feridas. Estimativas anteriores haviam informado que entre 13 e 20 pessoas teriam morrido.

O presidente Hamid Karzai condenou o ataque, descrevendo-o como "brutal" em uma declaração divulgada por seu gabinete.

Mohebullah Sameeem, governador de Paktika, disse que entre os mortos e feridos estão empregados da empresa e outros civis. Equipes de construção e de outros projetos de infraestrutura são alvos frequentes dos insurgentes.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOATENTADOTALIBAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.