Homens-bomba matam 17 no norte do Iraque

Dois homens-bomba mataram 17 pessoas e feriram outras 26 no norte do Iraque nesta quinta-feira, informou a polícia, nos ataques mais recentes de uma série de atentados ocorridos na instável região.

REUTERS

13 de agosto de 2009 | 13h36

Dois homens entraram em um café lotado em Sinjar, cujos habitantes pertencem à seita minoritária Yazidi, e detonaram explosivos escondidos em coletes.

A cidade fica perto de Mosul, que viu uma sequência de grandes ataques nas últimas duas semanas.

O Exército norte-americano afirmou nesta quinta-feira que a Al Qaeda tem se mostrado resistente no norte do Iraque, com uma série de explosões mortais ali.

Os insurgentes têm conseguido se esconder em áreas remotas e montanhosas ao redor de Mosul.

Explosões e tiroteios são relatados quase diariamente dentro e ao redor de Mosul, capital da província de Nineveh, onde os insurgentes têm explorado as disputas entre árabes e curdos mesmo que tenham uma influência menor no restante do país.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEBOMBASMOSUL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.