Insurgentes atacam jogo de futebol no Iraque; 8 mortos

Insurgentes atacaram jogadores e o público em uma partida de futebol nesta sexta-feira no norte do Iraque, matando oito pessoas e ferindo outras 120, enquanto a Al Qaeda alertou para "dias sombrios tingidos de sangue" para a maioria xiita do país.

JAMAL AL-BADRANI, REUTERS

14 Maio 2010 | 15h36

Um agressor entrou com uma caminhonete pick-up cheia de explosivos no campo de futebol, alvejando os atletas, enquanto dois homens-bomba atacaram a multidão de torcedores, disseram testemunhas e a polícia.

As explosões ocorreram em Tal Afar, cidade habitada predominantemente por turcomanos xiitas situada cerca de 60 quilômetros a oeste da violenta cidade de Mosul, onde insurgentes islâmicos sunitas, como os da Al Qaeda, permanecem ativos.

"Havia por volta de 250 pessoas assistindo ao jogo, na maioria para sair do tédio, porque não há entretenimento em Tal Afar", disse o morador local Ali Jaafar.

"De repente vimos uma pick-up no meio do campo. Os jogadores ficaram desconfiados, então saíram correndo e, como esperado, ela era um carro-bomba. Os espectadores começaram a fugir, mas dois homens-bomba estavam na multidão."

Tal Afar registrou vários episódios de violência nos sete anos de guerra deflagrada após a invasão liderada pelos EUA em 2003, à medida que os insurgentes buscaram explorar as profundas divisões entre a minoria curda do norte do Iraque e a maioria árabe do país.

"Fomos informados há cerca de uma semana que havia carros prontos para serem usados como bombas, mas honestamente que eles os usariam num campo de futebol", disse uma autoridade da segurança de Tal Afar, que pediu anonimato.

As pessoas feridas com maior gravidade foram retiradas do local por helicópteros militares norte-americanos.

Mais conteúdo sobre:
IRAQUE BOMBA FUTEBOL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.