Interpol emite alerta vermelho para vice-presidente do Iraque

A Interpol emitiu nesta terça-feira um alerta vermelho pedindo a prisão do fugitivo Tareq al-Hashemi, atual vice-presidente do Iraque, sob suspeita de planejar e financiar ataques no Iraque.

REUTERS

08 Maio 2012 | 10h14

Hashemi, um líder político sunita islâmico, fugiu de Bagdá em dezembro, quando o governo iraquiano comandado por xiitas acusou-o de operar esquadrões de morte.

O vice-presidente, que atualmente acredita-se que está em Istambul, negou as acusações afirmando que elas têm motivações políticas e negou-se a passar por um julgamento em Bagdá.

A Interpol, sediada na França, disse que emitiu um alerta vermelho a pedido das autoridades iraquianas.

O alerta não se somou a um pedido de prisão internacional, acrescentou a Interpol, mas era um chamado às forças de seus 190 países membros para ajudar a localizar Hashemi e levá-lo perante a Justiça.

Não houve reação imediata da Turquia, que é membro da Interpol.

"Com o pedido das autoridades iraquianas, a Interpol publicou um alerta vermelho para o vice-presidente Tareq al-Hashemi, sob suspeita de guiar e financiar ataques terroristas no país", afirmou a Interpol em comunicado.

"O alerta vermelho da Interpol irá restringir significativamente a capacidade de Tareq al-Hashemi de viajar e cruzar fronteiras internacionais", acrescentou o secretário-geral da Interpol, Ronald K. Noble.

(Reportagem de Vicky Buffery)

Mais conteúdo sobre:
IRAQUE INTERPOL HASHAMI ALERTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.