Interpol emite mandado de prisão de Muammar Gaddafi

A Interpol emitiu mandados de prisão para o líder deposto da Líbia Muammar Gaddafi, seu filho Saif al-Islam e o chefe de inteligência do país, Abdullah al-Senussi, disse a organização internacional em comunicado nesta sexta-feira.

REUTERS

09 Setembro 2011 | 07h41

O promotor do Tribunal Penal Internacional (TPI) fez o pedido na quinta-feira à Interpol, cuja sede fica em Lyon, na França.

"No que se refere à posição da secretaria-geral da Interpol, Muammar Gaddafi é um fugitivo cujo país de nacionalidade e o TPI querem ver preso e responsabilizado pelas graves acusações criminais feitas contra ele", disse o secretário-geral da Interpol, Ronald Noble.

O TPI emitiu mandados de prisão em junho para todos os três por crimes contra a humanidade.

O promotor do TPI, Luis Moreno-Ocampo, disse querer que a Interpol emita um alerta vermelho ("red notice") para prender Muammar Gaddafi por supostos crimes contra a humanidade de assassinato e perseguição.

(Reportagem de John Irish)

Mais conteúdo sobre:
LIBIA INTERPOL GADDAFI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.