Irã: ameaça israelense é 'tola' e 'resposta será dolorosa'

Na última sexta-feira, vice-premiê israelense fez declarações sobre um possível ataque ao país

Efe,

10 de junho de 2008 | 04h43

O ministro da Defesa iraniano, Mustapha Mohammad Najjar, qualificou de "tola" a recente ameaça do vice-primeiro-ministro de Israel, Shaul Mofaz, sobre um possível ataque ao Irã, e advertiu que a "resposta será dolorosa". "A República Islâmica conta com um regime estável e durável, e suas Forças Armadas estão em seu melhor momento. Se alguém se atrever a cometer uma bobagem, a resposta será muito dolorosa", disse Najjar. O Governo iraniano apresentou uma queixa formal às Nações Unidas a respeito das afirmações feitas na sexta-feira passada por Mofaz, nas quais considerou "inevitável" um ataque israelense contra o Irã, pelas atividades nucleares do país. "A entidade sionista artificial (Israel) padece de problemas psicológicos e internos. Seus jovens estão pensando na imigração, pois não sabem se essa entidade continuará existindo e, por isso, (os responsáveis israelenses) às vezes fazem tolices (declarações) deste tipo", acrescentou o ministro iraniano.

Mais conteúdo sobre:
IrãIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.