Irã anuncia rodada de negociações com os EUA sobre o Iraque

Chanceler iraniano diz que conversas sobre segurança iraquiana podem acontecer "em breve"

Efe,

20 de novembro de 2007 | 10h16

O ministro do Exterior do Irã, Manouchehr Mottaki, afirmou nesta terça-feira, 20, que Teerã aceita realizar uma nova rodada de negociações com os EUA sobre a segurança no Iraque e que ela aconteceria "em breve", informou a agência de notícias iraniana Irna. Em entrevista coletiva após uma reunião em Teerã com o chanceler sírio, Waleem Moualem, Mottaki explicou que os EUA apresentaram um pedido ao Irã por meio da embaixada da Suíça no Irã, que representa os interesses americanos no país islâmico. "A resposta do Irã será positiva pois estas negociações são realizadas no marco das tentativas para ajudar o povo iraquiano", disse o ministro iraniano. Irã e EUA realizaram desde o mês de maio três rodadas de conversas sobre o restabelecimento da segurança no Iraque. Estes foram os primeiros contatos diretos entre os dois países em mais de 27 anos. Para o restabelecimento da segurança no Iraque, o Irã exige um apoio inequívoco ao governo do primeiro-ministro iraquiano, o xiita Nouri al-Maliki, e que os EUA anunciem um calendário para a retirada de suas tropas. O regime xiita de Teerã, que tem uma influência especial sobre a maioria xiita do país vizinho, também pede reiteradamente a transferência de todas as responsabilidades da segurança das tropas multinacionais à polícia e ao Exército do Iraque. Os EUA, por sua vez, acusam o Irã de apoiar e treinar milícias radicais xiitas e grupos insurgentes ativos contra as tropas americanas no Iraque, o que os iranianos negam.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãEUAIraquesegurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.