Irã anuncia teste com modelo próprio do míssil russo S-300

O Irã testou com sucesso uma versão própria de um sistema de mísseis que a Rússia não quis fornecer ao país, afirmou uma autoridade militar iraniana nesta quinta-feira.

REUTERS

18 de novembro de 2010 | 15h08

A Rússia enfureceu o Irã em setembro ao cancelar a encomenda de mísseis S-300 depois de um forte lobby dos EUA e de Israel, em meio às preocupações de que o governo iraniano esteja em busca armas nucleares. Os dois países afirmaram que o sistema poderia ser usado para ajudar o Irã a proteger suas instalações nucleares de possíveis ataques aéreos no futuro.

A estatal Press TV citou um comandante da Guarda Revolucionária do Irã dizendo que o país adaptou um outro sistema de mísseis de fabricação russa para que funcione de forma similar aos sofisticados S-300.

"Desenvolvemos o sistema modernizando os sistemas como o S-200 e o testamos com sucesso", disse o general-de-brigada Mohammad Hassan Mansourian, de acordo com site da Press TV.

Alguns analistas do Ocidente duvidam da capacidade do Irã de replicar o S-300, um sistema de defesa aéreo preciso, móvel e de longo alcance capaz de detectar rastrear e destruir mísseis balísticos, mísseis de cruzeiro e aeronaves que voam a baixas altitudes.

Entretanto, algumas autoridades do Ocidente suspeitam que o desenvolvimento pelo Irã de mísseis mais sofisticados poderia servir ao objetivo de obter armas nucleares disponíveis.

O presidente russo, Dmitry Medvedev, proibiu em setembro a entrega dos S-300s, dizendo que a medida violaria as sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o Irã.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAMISSILTESTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.