Irã bloqueia uso de ferramenta para evitar filtro da internet

As autoridades iranianas bloquearam o uso da maioria das "redes virtuais privadas", uma ferramenta que muitos iranianos utilizam para contornar um filtro de internet governamental, informou a mídia iraniana neste domingo.

Reuters

10 de março de 2013 | 16h26

O filtro previne a população de acessar uma lista oficial de sites considerados ofensivos ou criminosos.

Muito iranianos evitam o filtro através do uso do software "VPN", que oferece links criptografados diretamente para redes privadas externas, e permitem a um computador se comportar como se estivesse localizado em outro país.

Mas as autoridades agora bloquearam o acesso "ilegal" do VPN, disse um legislador iraniano para a agência de notícias Mehr neste domingo. Os usuários iranianos da web confirmaram que os VPNs tinham sido bloqueados.

"Dentro dos últimos dias, portas ilegais de VPN no país foram bloqueadas," disse Ramezaneli Sobhani-Fard, o chefe do comitê de informações e tecnologia da comunicação do parlamento, de acordo com a Mehr. "Apenas VPNs legais e registrados podem ser usados a partir de agora."

(Reportagem de Yeganeh Torbati)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAINTERNETFILTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.