Irã convoca embaixador britânico em Teerã

O Irã convocou na terça-feira o embaixador britânico em Teerã e o chanceler Manouchehr Mottaki ameaçou a Grã-Bretanha com um "tapa na boca" se não parar de interferir em assuntos iranianos.

REUTERS

29 de dezembro de 2009 | 16h58

A chancelaria britânica disse que o embaixador Simon Gass reagiu "robustamente" a críticas feitas a uma nota do governo britânico que pedia a Teerã que respeite os direitos humanos de cidadãos iranianos.

Gass, que foi convocado à chancelaria iraniana, havia reiterado a posição britânica de que o governo iraniano deve respeitar os direitos humanos dos seus próprios cidadãos, segundo nota da chancelaria britânica.

A nota não relata o que disseram as autoridades iranianas a Gass.

O chanceler britânico, David Miliband, criticou na segunda-feira o regime iraniano, depois da morte de oito pessoas em manifestações da oposição.

Mottaki disse em entrevista coletiva que o embaixador foi convocado por causa da interferência de Londres em assuntos domésticos iranianos.

"Se a Grã-Bretanha não parar de falar absurdos, vai levar um tapa na boca", afirmou.

A Guarda Revolucionária (tropa de elite do regime islâmico) disse na terça-feira que a oposição recebe apoio de "inimigos estrangeiros".

Pelo menos 20 personalidades da oposição foram presas desde domingo, em meio à intensificação da repressão ao movimento reformista.

(Reportagem de Tim Castle e Adrian Croft)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAGRABRETANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.