Irã dá 'sinais' de que pretende negociar programa nuclear, diz Rússia

Na semana passada, Rússia anulou contrato de venda de sistemas de mísseis antiaéreos S-300

Efe,

12 de outubro de 2010 | 08h56

MOSCOU - O ministro de Assuntos Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, afirmou nesta terça-feira, 12, que as autoridades do Irã dão "sinais" de que estão dispostas a retomar as negociações sobre seu programa nuclear com o 'sexteto' de mediadores internacionais. "Agora, segundo entendo, se percebem sinais de Teerã que, em breve, estarão dispostos a essas negociações", disse o chefe da diplomacia russa em entrevista coletiva.

 

Lavrov ressaltou que a Rússia se pronuncia, consequentemente, a favor do restabelecimento do diálogo com o Irã, por meio dos seis países que participam dele: Reino Unido, Rússia, China, Estados Unidos, França e Alemanha.

 

"Há um ano, quando os representantes do 'sexteto' se reuniram com os colegas do Irã, calculávamos que isso ocorreria muito em breve, mas não foi assim e lamentamos que a parte iraniana tenha feito esse intervalo", destacou o chanceler.

 

A Rússia anunciou na semana passada a anulação do contrato de venda ao Irã de sistemas de mísseis antiaéreos S-300, em cumprimento das sanções adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU contra o regime de Teerã. A medida descontentou a República Islâmica.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãRússiaprograma nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.