Irã dará resposta 'devastadora' a qualquer ataque, diz ministro

O Irã dará uma resposta "devastadora" aqualquer ataque a seu país, de acordo com declaraçõesatribuídas ao ministro da Defesa neste domingo. Na sexta-feira o jornal norte-americano New York Timescitou autoridades dos EUA segundo os quais Israel conduziu noinício deste mês um grande exercício militar, aparentemente oensaio de um bombardeio às instalações nucleares iranianas. O Ministro da Defesa iraniano, Mostafa Mohammad Najjar,declarou que a manobra israelense foi parte de uma "guerrapsicológica" contra a república islâmica, segundo a televisãoestatal. O Irã jamais buscou o conflito, mas recorrerá a "todos osmeios disponíveis" se for atacado: "O Irã reagirá com umaresposta devastadora e sem demora a qualquer medida hostilcontra nosso país", teria dito Najjar. Potências ocidentais suspeitam que Teerã esteja buscandodesenvolver bombas nucleares. Israel, único país do OrienteMédio que se acredita possuir um arsenal atômico, já descreveuo programa nuclear iraniano como uma ameaça à sua existência. No início deste mês, o ministro dos Transportes israelense,Shaul Mofaz, declarou a um jornal local que um ataque ao Irãparecia "inevitável" dado o aparente fracasso das sanções daONU para impedir o acesso iraniano à tecnologia para afabricação de bombas. Teerã, que não reconhece Israel e com frequência prevê seudesaparecimento, diz que seu programa nuclear é pacífico eobjetiva a geração de energia. Israel bombardeou um reator iraquiano em 1981 e em setembropassado um ataque aéreo israelense contra a Síria arrasou o queos EUA declararam recentemente ser um reator nuclearincipiente, construído com ajuda norte-coreana. A Síria negater erguido tais instalações. Muitos analistas dizem que as instalações nuclearesiranianas são muito numerosas, afastadas e fortificadas paraIsrael dar conta do trabalho sozinho. No sábado o porta-voz iraniano Gholamhossein Elham chamouIsrael de "um regime perigoso", mas disse que qualquer ataqueisraelense contra o Irã seria um "ato impossível". O míssil iraniano Shahab-3, com um alcance de dois milquilômetros, é capaz de atingir Israel e bases americanas noGolfo Pérsico, disseram autoridades iranianas. (Reportagem de Hasham Kalantari)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.