Irã diz que cinco de seus cidadãos foram sequestrados na Síria

O Irã disse nesta quarta-feira que cinco de seus técnicos foram sequestrados na cidade síria de Homs, informou a agência de notícias semioficial Mehr.

REUTERS

21 de dezembro de 2011 | 13h49

"Os cinco foram sequestrados na quarta-feira às 6h30 quando se dirigiam para o local de trabalho... Exigimos sua libertação imediata", disse a Mehr, citando um comunicado divulgado pela embaixada iraniana em Damasco.

A agência de notícias estatal Sana, da Síria, disse que oito engenheiros "de várias nacionalidades" tinham desaparecido depois de seguirem de ônibus para o trabalho em uma usina de energia na província de Homs.

O governo sírio está sob pressão internacional crescente para pôr fim a sua repressão de um movimento de protestos que já dura nove meses e que ficou violento.

Sequestros e assassinatos com base em identidade religiosa estão se tornando comuns em focos de protesto como Homs, gerando temores regionais e internacionais de que o conflito possa levar a lutas sectárias na Síria.

O Irã, principal aliado regional da Síria, recebeu bem o acordo da Síria nesta semana de admitir monitores da Liga Árabe para vistoriar a implementação de um plano que tem por objetivo terminar com as revoltas.

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIAIRASEQUESTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.