Irã diz que conversas com chefe da AIEA foram positivas

Segundo ministro iraniano, país e ONU trabalharão juntos para resolver impasses

REUTERS

12 de julho de 2011 | 09h42

VIENA - O ministro de Relações Exteriores do Irã disse nesta terça-feira, 12, que teve conversas "muito frutíferas" com o chefe nuclear da ONU, Yukiya Amano, e que os dois concordaram em trabalhar juntos para resolver assuntos pendentes.

O ministro iraniano Ali Akbar Salehi disse que conclusões "muito positivas" foram alcançadas durante uma reunião com Amano, que já pediu repetidas vezes ao Irã pelo aumento na cooperação com sua agência para tratar das preocupações internacionais com o desenvolvimento nuclear de Teerã.

"Os dois lados prometeram que seus especialistas sentarão juntos e pensarão em um novo mecanismo... para continuar nosso trabalho com relação à esta questão", disse Salehi a jornalistas após a reunião da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em Viena.

As potências ocidentais suspeitam que o Irã está buscando desenvolver capacidade para armas nucleares, enquanto Teerã rejeita tal acusação, afirmando que seu programa nuclear tem como objetivo a geração de energia.

O Irã anunciou no mês passado que iria transferir sua produção de urânio de maior grau de enriquecimento para um depósito subterrâneo e triplicar a capacidade de produção, em uma medida desafiadora que poderia aumentar o desconforto do Ocidente com as intenções de Teerã.

O Irã se recusou a suspender seu trabalho de enriquecimento, o que levou a quatro rodadas de sanções da ONU contra o país, além de maiores restrições por parte dos EUA e da União Europeia.

Salehi disse, sem dar maiores detalhes: "Nós prometemos um ao outro manter nossas consultas e pensarmos em uma nova forma de fazer negócios, trabalhar juntos, para que possamos resolver essa questão."

Tudo o que sabemos sobre:
IRANUCLEARAIEA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.