Irã diz que EUA estão tentando prejudicar negociações atômicas

O Irã acusou os Estados Unidos no domingode tentar arruinar suas negociações com a Agência Internacionalde Energia Atômica (AIEA), que têm como objetivo resolver umadisputa sobre os planos atômicos de Teerã. O Irã e a AIEA realizaram dois dias de negociações nasemana passada sobre um plano para haver mais transparência.Uma autoridade da agência da Organização das Nações Unidas(ONU) descreveu o acordo como um "marco", mas os EUA afirmamque ele tem "limitações reais". "Não havia mais nada que pudesse ser esperado da América doNorte... A direção (das negociações) entre o Irã e a agênciateve sucesso, outros países comemoraram também. Osnorte-americanos estão se esforçando para prejudicar essatradição", disse o porta-voz do ministro das RelaçõesExteriores, Mohammad Ali Hosseini. Ele afirmou que a ameaça dos EUA de classificar a GuardaRevolucionária do Irã como grupo terrorista internacional,medida que permitiria aos norte-americanos atacar as finançasdo grupo, é uma manobra política antes da divulgação dorelatório da AIEA, nesta semana. Esse relatório dará detalhes sobre o plano que tem oobjetivo de afastar as suspeitas em relação às atividadesnucleares do Irã, que Teerã insiste ter apenas objetivospacíficos enquanto os EUA afirmam ser direcionado para aprodução de bombas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.