Irã diz que não voltará atrás nos planos nucleares

No dia em que negociadores discutem programa nuclear, Ahmadinejad reitera que não renunciará do projeto

Efe e Reuters,

23 de outubro de 2007 | 11h56

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, insistiu nesta terça-feira, 23, que Irã não voltará atrás em seus planos nucleares, e disse que "em breve" anunciará "boas notícias" sobre avanços da República Islâmica no âmbito espacial. Além disso, Ahmadinejad disse que Teerã não suspenderá o enriquecimento de urânio, e rejeitou as tentativas de algumas potências, como os Estados Unidos e a França, para aumentar o rigor das sanções impostas ao Irã devido a seu programa nuclear. "O povo iraniano não renunciará nem um ponto de seu direito (nuclear)", disse Ahmadinejad, em reunião com representantes da colônia iraniana na Armênia, antes de desistir de prosseguir com a viagem na Armênia e voltar ao Irã. As declarações do presidente iraniano ocorrem no momento em que o novo negociador do Irã com a comunidade internacional no âmbito nuclear, Sayed Jalili, e seu antecessor, Ali Larijani, se reúnem em Roma com o alto representante para Política Externa e Segurança da União Européia (UE), Javier Solana. "Alguém disse recentemente que falarão com o Irã para suspender suas atividades (...). Digo que não precisamos falar com ele", afirmou o líder iraniano, sem precisar detalhes, em alusão à posição e as pressões de Washington e Paris para que Teerã abandone o enriquecimento de urânio. "A República Islâmica é quem deve impor suas condições nas negociações nucleares", acrescentou Ahmadinejad, segundo a "Irna". "Quero dizer-lhes que não é possível submeter o povo iraniano através das ameaças. Nosso povo não teme as ameaças, resistirá com valor aos inimigos e seguirá adiante com seu desenvolvimento passo a passo, enquanto nossos inimigos retrocederão", acrescentou. Além disso, disse que os iranianos optaram "pelo diálogo", mas não negociarão com ninguém sobre seus "direitos". Ahmadinejad revelou também que "a República Islâmica conseguiu um notável avanço no âmbito espacial", que será anunciada "aos iranianos no futuro próximo", sem dar mais detalhes sobre este assunto.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãprograma nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.