Irã diz que poderá enriquecer urânio mesmo se for atacado

O Irã poderá enriquecer urânio mesmo se suas instalações nucleares forem atacadas, disse nesta quinta-feira o enviado iraniano na Agência Internacional de Energia Atômica (AEIA), Ali Asghar Soltanieh.

REUTERS

20 de janeiro de 2011 | 13h43

"Enfrentamos uma ameaça muito séria e então tivemos que tomar medidas para proteger nossas instalações. Temos prevista outra instalação em Fardo, perto de Qom", disse Soltanieh a jornalistas em Moscou.

"É, por dizer, uma instalação de reserva, de modo que se um local é atacado, podemos continuar o processo de enriquecimento."

Na sexta-feira, enviados do Irã e das potências mundiais se reunirão em Istambul para uma rodada de negociações.

(Reportagem de Steve Gutterman)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAENRIQUECIMENTOURANIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.