Irã diz que sanções contra o país são 'ideia infantil'

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, classificou as sanções internacionais contra seu país como uma "ideia infantil" na sexta-feira, ao lançar oficialmente um projeto de gás natural no Golfo Pérsico, informou a mídia local.

REUTERS

13 de março de 2009 | 14h10

Os comentários ocorreram um dia depois de o presidente dos EUA, Barack Obama, ter anunciado a prorrogação das sanções contra Teerã pelo fato de o país continuar representando uma "ameaça extraordinária" à segurança nacional, à política externa e à economia dos Estados Unidos.

Obama declarou a prorrogação de rotina das medidas punitivas impostas pelo ex-presidente norte-americano Bill Clinton em 1995 por meio de uma ordem pública na quinta-feira.

Ahymadinejad afirmou que o ato de criar obstáculos ao desenvolvimento do Irã com sanções representa "uma ideia infantil e um grande erro", segundo a agência de notícias oficial Irna.

"Nós não precisamos de ninguém... Nós confiamos em nossas capacidades", disse Ahmadinejad na cidade de Assaluyeh, sul do Golfo Pérsico, segundo a emissora de televisão Irã Press, citando Ahymadinejad ao sul do Golfo Pérsico, em Assaluyeh. "Com a vontade de Deus, o progresso da nação iraniana ganha velocidade."

Ahmadinejad descreveu a concessão nesta sexta-feira das fases 9 e 10 dos campos de gás de Pars Sul, o único e maior depósito de gás natural do Irã, como um "presente" para a nação iraniana, que também é a quarta maior produtora de petróleo do mundo.

A quantia total do investimento é de aproximadamente 4 bilhões de dólares, disse a mídia local.

A sul coreana LG e duas empresas de energia iranianas ganharam um acordo em 2002 para desenvolver as fases 9 e 10, de um total de 24 fases nos campos do sul. A mídia iraniana disse que as duas fases poderiam ter uma produção diária de 50 milhões de metros cúbicos.

(Reportagem de Hashem Kalantari e Fredrik Dahl)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAAHMADINEJADSANCOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.