Irã diz que tomará medidas adicionais contra Grã-Bretanha

O Irã afirmou que a decisão britânica de fechar a embaixada iraniana em Londres nesta quarta-feira era "precipitada" e que isso levará a futuras retaliações, afirmou um porta-voz do governo, segundo a TV estatal.

REUTERS

30 de novembro de 2011 | 16h37

"O porta-voz do Ministério do Exterior... descreveu a decisão como... precipitada e acrescentou que naturalmente o governo da República Islâmica do Irã tomará mais ações apropriadas em relação ao assunto", afirmou.

A Grã-Bretanha fechou a embaixada do Irã em Londres e expulsou todos os funcionários, nesta quarta-feira, alegando que o ataque contra a missão britânica em Teerã, na terça-feira, não poderia ter acontecido sem algum grau de consentimento das autoridades locais.

Dois complexos da embaixada britânica foram invadidos na capital iraniana na terça. Estudantes linha-dura estilhaçaram vidros, incendiaram um carro e queimaram uma bandeira britânica em protesto contra as novas sanções impostas por Londres à República Islâmica por conta de seu programa nuclear.

(Reportagem de Zahra Hosseinian)

Tudo o que sabemos sobre:
IRABRITANICOSRESPONDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.