Irã diz ter colocado 1o satélite em órbita com foguete próprio

O Irã anunciou ter colocado um satéliteem órbita com um foguete desenvolvido no país pela primeira vezneste domingo --um gesto que deve aumentar as preocupações doOcidente em relação às ambições nucleares do país. A tecnologia balística usada para lançar satélites aoespaço também pode ser utilizada para lançar armas, embora oIrã diga que não planeja fazê-lo. "O lançador de satélite Safir (embaixador, em persa) foilançado hoje, e pela primeira vez lançamos com sucesso umsatélite de testes em órbita", declarou Reza Taghizadeh, chefeda Organização Aeroespacial Iraniana, à tevê estatal. O Irã, envolvido em um embate com o ocidente por conta desuas supostas ambições nucleares, despertou preocupaçãointernacional em fevereiro ao testar outro foguete feito nopróprio país como parte de seu programa de satélites, oExplorer 1. O Ocidente acusa o Irã de tentar obter armas nucleares sobo manto de seu programa civil. O Irã, quarto maior produtor depetróleo do mundo, insiste que necessita de tecnologia nuclearpara a geração de eletricidade. O presidente Mahmoud Ahmadinejad esteve presente ao centroespacial iraniano e fez a contagem regressiva, relatou a tevêestatal. "O presidente cumprimentou a nação iraniana por essa granderealização", declarou. A tevê iraniana mostrou o foguete em seu lançador nodeserto, mas não exibiu o lançamento propriamente dito. Poucosdetalhes estavam disponíveis sobre o foguete ou sua carga. Washington tem acusado o Irã de tentar equipar seus mísseiscom ogivas nucleares. O Irã possui mísseis que podem alcançar até 2,500 km, o quesignifica que poderia atingir Israel ou bases militaresamericanas no Golfo Pérsico. O Conselho de Segurança da ONU já impôs três levas desanções ao Irã por desafiar exigências de suspensão de seuprograma de enriquecimento de urânio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.