Irã diz ter desenvolvido novo míssil de longo alcance

O Irã afirmou na terça-feira queconstruiu um novo míssil com raio de ação de 2.000 quilômetros,uma aquisição que, segundo analistas, aumentaria o poder doarsenal convencional do país no momento em que aumentam astensões envolvendo o programa nuclear dele. O ministro iraniano de Defesa, Mostafa Mohammad Najjar, nãoespecificou em quais elementos a nova arma diferia do Shahab-3,um míssil que, segundo autoridades do país islâmico, contariatambém com um raio de ação de 2.000 quilômetros e poderiaatingir Israel, o arquiinimigo do Irã. "A República Islâmica do Irã nunca pretendeu iniciar umataque contra nenhum país. E nunca fará isso. Mas, se alguémdeseja invadir o Irã, então vai enfrentar uma respostaavassaladora de nossas Forças Armadas", disse Najjar. Os Estados Unidos não descartaram a possibilidade deinvadir o território iraniano caso fracassem os esforçosdiplomáticos feitos em torno do programa nuclear do Irã. O paísdiz que deseja dominar essa tecnologia para produzireletricidade. Potências ocidentais dizem que o programa visa àconstrução de bombas atômicas. Por conta do programa, o Irã já foi submetido a doisconjuntos de sanções da Organização das Nações Unidas (ONU). Eos EUA pressionam para que seja imposto um terceiro bloco desanções, essas mais rígidas. "O desenvolvimento do míssil Ashoura, com 2.000 quilômetrosde alcance, figura entre as grandes realizações do Ministériode Defesa", afirmou o ministro. Najjar também disse que um novo submarino construído peloIrã seria entregue à Marinha na quarta-feira. O país costuma alardear avanços em seu setor bélico.Especialistas do Ocidente, no entanto, dizem que os iranianosnunca fornecem detalhes suficientes para confirmar seu poderio. Algumas armas que o Irã diz ter desenvolvido internamentebaseiam-se em equipamentos fornecidos pela China e pela Coréiado Norte ou nas modificações realizadas em armas compradas dosEUA antes da Revolução Islâmica (1979). Mark Fitzpatrick, um especialista em armas junto aoInstituto Internacional para Estudos Estratégicos, de Londres,afirmou que o Ashoura seria provavelmente uma versão com maioralcance do Shahab-3. Em setembro, autoridades iranianas haviamdito que o Shahab-3 possuía um alcance de 1.300 quilômetros. (Reportagem adicional de Luke Baker em Londres)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.