Irã e AIEA voltam a conversar antes de relatório à ONU

O Irã e a Agência Internacional deEnergia Atômica (AIEA, um órgão da ONU) voltaram a conversarnesta quinta-feira para resolver dúvidas a respeito do programanuclear do país, segundo uma fonte diplomática, a uma semana daentrega de um relatório que pode levar a novas e mais durassanções contra Teerã. O Irã havia dito, ao final de quatro dias de conversas nasemana passada em Teerã, que entregou todas as informaçõesnecessárias para comprovar o caráter pacífico de suascentrífugas nucleares, e que não haveria mais discussão arespeito. Mas Mohammad Saeedi, subdiretor da Organização de EnergiaAtômica do Irã, encontrou-se em Viena, sede da AIEA, com OlliHeinonen, vice-diretor da agência, segundo um diplomatafamiliarizado com a questão. "Eles acabaram de se juntar para (tratar de) questões docotidiano", disse a fonte, sem entrar em detalhes. Outro diplomata havia dito antes que isso "é parte doprocesso, relativa ao plano de trabalho", uma referência àpromessa feita em agosto pelo Irã de responder uma a uma àsdúvidas restantes sobre o seu programa nuclear. Uma certificação da AIEA de que o Irã está cooperandopoderia evitar novas sanções da ONU ao país. Os EUA e seus aliados suspeitam que Teerã estejadesenvolvendo armas nucleares, e por isso querem impor umterceiro pacote de sanções do Conselho de Segurança. Após os encontros da semana passada em Teerã, Javad Vaeedi,chefe da delegação local, disse que ambas as partes estavamsatisfeitas com "a tendências das conversas". Desde o início das reuniões altamente técnicas e secretas,a AIEA evita comentar o caso do Irã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.