Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Irã e Otan negociam pela 1ª vez em 30 anos

Diplomata iraniano e representante da aliança confirmam conversas 'informais' realizadas na semana passada

Agências internacionais,

26 de março de 2009 | 12h47

Um diplomata iraniano e um representante da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) mantiveram "conversas informais" na sede da aliança em Bruxelas, no primeiro contato entre as partes em três décadas, disseram fontes nesta quinta-feira, 26.

 

"Houve contatos exploratórios recentemente. Nada de substancial foi discutido. Foi o primeiro contato informal entre um diplomata iraniano e um representante do secretário-geral (da Otan, Jaap de Hoop Scheffer)", afirmou uma das fontes. Um segundo funcionário da Otan disse que o contato, ocorrido na semana passada, foi o primeiro "desde (a queda do) regime do xá" Rezah Pahlevi no Irã, derrubado em 1979 pela Revolução Islâmica.

 

O Irã confirmou também nesta quinta que aceitou o convite dos Estados Unidos e participará da cúpula internacional sobre o Afeganistão que será realizada na próxima terça-feira, em Haia. "O Irã participará. Mas ainda não foi decidido a que nível", disse hoje aos jornalistas o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do Irã, Hassan Qashqavi. A notícia tinha sido antecipada na quinta-feira pelo ministro de Assuntos Exteriores holandês, Maxime Verhagen, durante uma entrevista coletiva oferecida em Haia.

 

O convite ao Irã, feito pela primeira vez pela secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, no início do mês, faz parte da nova política americana de tentar aumentar o engajamento da república islâmica na comunidade internacional. Na semana passada, o presidente Barack Obama enviou uma mensagem aos iranianos, por meio de vídeo, oferecendo um recomeço nas relações bilaterais. Na terça-feira, deu a entender que terá paciência na espera por uma resposta positiva de Teerã em relação a uma aproximação.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãOtan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.