Irã exige ação da ONU após ameaça de ataque de Israel

Ontem, ministro israelense disse que bombardeio às instalações do programa nuclear iraniano era inevitável

REUTERS

07 de junho de 2008 | 15h36

O Irã exigiu que o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas tome uma atitude em relação à ameaça de Israel de atacar suas instalações nucleares se o país mantiver o enriquecimento de urânio, de acordo com uma carta do embaixador iraniano na ONU, Mohammad Khazaee, divulgada no sábado.   Veja também:  Irã detêm 11 supostos terroristas em provínciaO ministro do Transporte israelense, Shaul Mofaz, disse segundo um jornal israelense de sexta-feira que um ataque ao Irã parece "inevitável" dado o fato de que aparentemente não funcionaram as sanções contra Teerã. "Uma ameaça tão perigosa contra um Estado soberano e membro da ONU constitui uma violação evidente da lei internacional e contradiz os princípios mais fundamentais da Carta das Nações Unidas e, ainda, exige uma resposta firme e clara da parte da ONU, particularmente o Conselho de Segurança", disse a carta de Khazaee ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, datada de 6 de junho. O Irã tem desafiado a pressão do Ocidente para abandonar seus projetos de enriquecimento de urânio, que afirma serem para geração pacífica de eletricidade. (Por Patricia Zengerle)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDIRANCONSELHO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.