Irã inicia treinamento militar no Golfo Pérsico, diz canal estatal

Treinamento, em formato de jogos de guerra, acontece anualmente desde 2006

AP

22 de abril de 2010 | 10h37

TEERÃ - A Guarda Revolucionária do Irã começou nesta quinta-feira, 22, um treinamento militar de larga escala, em forma de jogos de guerra, no Golfo Pérsico e no estratégico Estreito de Hormuz, afirmou um canal estatal iraniano.

 

O Irã vem fazendo treinamentos no golfo e no estreito anualmente desde 2006 para mostrar suas capacidades militares. As últimas quatro edições dos jogos foram realizadas no verão, mas não houve explicação do porquê os jogos foram adiantados neste ano.

 

Esse tipo de treinamento aumenta as tensões na região, mas recentemente ganharam mais significado com o crescimento do impasse entre o Ocidente e o programa nuclear iraniano.

 

O Ocidente suspeita de que o programa nuclear estaria mascarando pretensões militares do Irã, que negas as acusações.

 

O Irã sinalizou anteriormente que fecharia o Estreito de Hormuz se fosse atacado pelo Ocidente, fato que transforma esses treinamentos em um ponto particularmente sensível. Cerca de 40% do petróleo e de recursos energéticos passam pelo estreito no Golfo Pérsico.

 

Em Washington, a secretário de imprensa do Pentágono Geoff Morrell minimizou o significado das manobras de treinamento, dizendo que eles não parecem "fora do ordinário" do que o Irã tem feito no passado.

 

Perguntado na quarta-feira, o dia em que as manobras foram anunciadas em Teerã, O que o preocupava nos jogos de guerra iraniano, Morrell disse: "Eu não possuo qualquer preocupação em particular.''

 

"Eles conduzem exercícios e teste e jogos de guerra com certa frequência", disse Morrell em uma conferência de imprensa do Departamento de Defesa. "Eu acho que qualquer Estado soberano está obviamente no direito de preparar e conduzir esse tipo de treinamento para sua própria defesa".

 

O canal iraniano afirmou ainda que unidades navais, aéreas e terrestres da Guarda participam durante os três dias dos jogos de codinome "O Grande Profeta".

 

Na quarta-feira, o ministro da Defesa, General Ahmad Vahidi, disse que "novas armas" seriam testadas no treinamento, mas não deu nenhum detalhe.

 

Teerã, disse Morrell na quarta, geralmente exagera quando fala no teste de suas armas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.