Irã liberta belgas presos por 'reunir informações de inteligência'

De acordo com canal estatal, estrangeiros estavam em área restrita; prisão não havia sido divulgada

Associated Press,

09 de dezembro de 2009 | 13h43

A televisão estatal do Irã informou nesta quarta-feira, 9, que o governo libertou três belgas que eram mantidos presos há dois meses por entrarem ilegalmente em uma área restrita e colher informações de inteligência.

 

Segundo a emissora, os três foram entregues ao embaixador da Bélgica em Teerã. A notícia, entretanto, não informou quando e onde os estrangeiros foram capturados, mas os identificou como Van den Bosch, Vincent Binfleur, e Diego Gomatio.

 

O promotor público de Teerã Abbas Jafari Dolatabadi apenas informou que eles "entraram em uma área restrita e estavam reunindo informações". As prisões não haviam sido informadas anteriormente.

 

O ministro do Exterior da Bélgica se recusou a comentar o caso.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãBélgicaprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.