Efe
Efe

Irã pode atacar para se defender, diz aiatolá Khamenei

Líder supremo da República Islâmica afirmou que país não possui armas nucleares

REUTERS

20 Março 2012 | 11h56

TEERÃ - Diante de uma agressão por parte dos Estados Unidos ou de Israel, o Irã vai atacar para se defender, afirmou nesta terça-feira, 20, o líder supremo da República Islâmica, aiatolá Ali Khamenei.

 

Veja também:

lista Veja as sanções já aplicadas contra o Irã

especialESPECIAL: O programa nuclear do Irã

"Não temos armas nucleares e não vamos construí-las, mas diante da agressão dos inimigos, seja dos Estados Unidos ou do regime sionista, vamos atacar para nos defender no mesmo nível em que os inimigos nos atacarem", disse Khamenei em discurso sobre o ano-novo transmitido pela televisão.

"Os norte-americanos estão cometendo um grave erro se pensam que vão destruir a nação iraniana com ameaças", disse ele a milhares de pessoas no santuário Imam Reza, em Mashhad.

Mais conteúdo sobre:
Irã Nuclear IRA KHAMENEI ATACAR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.