Irã pode cooperar com EUA no Iraque para enfrentar terroristas

O Irã pode considerar uma cooperação com os Estados Unidos, seu velho adversário, para restabelecer a segurança no Iraque, se perceber que Washington está "confrontando grupos terroristas no Iraque e em outros lugares", disse o presidente iraniano, Hassan Rouhani, neste sábado.

REUTERS

14 de junho de 2014 | 10h55

Rouhani, um pragmático que coordenou o abrandamento das relações entre o Irã e o Ocidente, também disse que é pouco provável que Teerã envie tropas para o Iraque, mas que está pronto para fornecer ajuda no âmbito do direito internacional. Bagdá não solicitou esse apoio, ele acrescentou.

O Irã muçulmano xiita está alarmado com a captura, nesta semana, de diversas grandes cidades no norte do Iraque por forças insurgentes sunitas e pela sua movimentação em direção ao sul, que fica a uma hora de carro de Bagdá e próximo à fronteira iraniana.

Perguntado se pretendia trabalhar com Washington para lidar com os avanços dos insurgentes sunitas do Iraque, ele respondeu: "Podemos pensar nisso, se notarmos que os EUA estão começando a confrontar os grupos terroristas no Iraque e em outros lugares."

(Reportagem de Parisa Hafezi)

Mais conteúdo sobre:
IRAEUAIRAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.